Oficina de educação socioemocional ajuda a aplicar Mindfulness no combate ao bullying

Agosto 8, 2019
Agosto 8, 2019 Marcia Ameriot

A agressão mais fundamental, o pior mal que podemos fazer a nós mesmos é permanecermos ignorantes por não ter a coragem e o respeito de olhar para nós mesmos de forma honesta e gentil.”

Pema Chödrön

Cada vez mais adotada pela população em geral, a prática do mindfulness – técnica de meditação – vem se tornando popular também nas instituições de ensino graças aos resultados práticos que proporciona no cotidiano dos estudantes. Aplicado ao ambiente escolar, o mindfulness pode trazer benefícios ao ambiente escolar. Ao estimular a maior concentração e a compaixão, os professores começam a perceber que questões como estresse e ansiedade diminuem, impactando positivamente na convivência em sala de aula. Por tudo isso, a prática pode ser uma grande aliada da comunidade escolar no combate ao bullying.

Mindfulness como estratégia de enfrentamento do bulluying escolar

Esse é o tema da primeira oficina de educação socioemocional promovida pela CORE – Comunidade Reinventando a Educação. A formação é presencial, terá duração de 3 horas e ocorrerá no dia 28 de setembro de 2019, sábado, no Novotel Jaraguá, em São Paulo.

A oficina é ministrada pelo Prof. Dr. Hugo Monteiro Ferreira, especialista em Neuropsicologia e Doutor em Educação, que tratará sobre a educação socioemocional como estratégia para ajudar crianças, jovens e adultos a terem uma melhor relação com a vida. Serão apresentados resultados de pesquisas e experiências práticas exitosas e aplicáveis ao contexto escolar. O investimento para a oficina de 3h é de 150,00.

Para informações e  inscrição, entre no Sympla

 

Hugo Monteiro Ferreira é professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Pernambuco

 

O que é o bullying?
A palavra tem origem inglesa e tem como significado o ato de ameaçar, agredir ou intimidar alguém. O bullying pode ser definido como agressão – física, verbal, material, sexual, virtual e psicológica – de maneira intencional e recorrente.
O ambiente das escolas brasileiras é duas vezes mais suscetível ao bullying do que a média geral das instituições de ensino em 48 países, segundo dados revelados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) no ano passado.

Quais as principais consequências?
As consequências do bullying podem afetar desde a esfera individual do aluno até a toda a dinâmica escolar. A vítima pode desenvolver diversos danos psicológicos, como problemas de autoestima, ansiedade, depressão entre outros. O bullying pode afetar em vários aspectos a construção da identidade e da personalidade de quem sofre essa violência.

Serviço
Oficina MINDFULNESS como estratégia no enfrentamento do bullying escolar

Prof.Dr. Hugo Monteiro Ferreira

Local: Hotel Novotel São Paulo Jaraguá Conventions
R. Martins Fontes, 71 – Centro Histórico de São Paulo, São Paulo

Programação:
08h30 – 09h: Check-in

09h-12h: Oficina

12h-14h: Almoço (livre), networking, vendas e autógrafos em livros

Referências e material de consulta:

Entrevista Prof. Dr. Hugo Monteiro Ferreira – Globo Comunidade/PE: GloboPlay
Matéria Maria Luiza Fernandes – Compartilha #jovensdofuturo: GloboPlay

Realização:
CORE – Comunidade Reinventando a Educação

Apoio:
Novotel Jaraguá-SP

, , ,

Marcia Ameriot

Bacharel em Comunicação pela PUC - SP e jornalista.Há mais de 30 anos atua no Terceiro Setor, tendo dirigido grandes fundaçōes. Desenvolveu sua carreira em Comunicação em veículos de comunicação como Folha da Tarde, Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios. Especialista em Gestão de Organizações do Terceiro Setor pela FGV - SP, é Reinventora CORE e Diretora de Comunicação da Associação.
× Precisa de ajuda?