Estado americano da Geórgia vai incluir agricultura no ensino básico

Julho 30, 2019
Julho 30, 2019 Core

Projeto de hortas nas escolas, inserção de merenda orgânica e ensino da origem dos alimentos. Estes são alguns dos projetos ativos hoje no Brasil. Implementados por iniciativas individuais, poderiam servir de modelo para muitas escolas se fossem aprovadas leis específicas. Em São Paulo, por exemplo, a inclusão de orgânicos na merenda de escolas municipais virou lei. Já no estado da Geórgia, nos Estados Unidos, entrou em curso um projeto piloto para inserir a agricultura no currículo das escolas de ensino básico. A medida tem como base um projeto de lei aprovado em 2018.

Previsto para durar três anos, o projeto será testado inicialmente em 20 escolas. Serão abordados temas como agricultura, ciência animal e vegetal, empregos na indústria agrícola e conservação de recursos naturais. A ideia é aprimorar o programa para que seja ampliado a todas as instituições de ensino do estado.

Uma questão importante é que, na Geórgia, o ensino agrícola já está presente no “Middle” e no “High school”, equivalente a parte do nosso ensino fundamental (a partir do sexto ano) e ensino médio. Ou seja, o objetivo agora é inseri-lo no “Elementary school”, que vai do primeiro ao quinto ano. Tanto empenho não é à toa: o estado abrange praias costeiras, montanhas e campos agrícolas; e o setor primário ainda é importante para a economia do país.
Para além da questão financeira, o ensino da agricultura ainda pode formar adultos mais conscientes, principalmente, em tempos de negacionismo climático. O cuidado às florestas, o entendimento do caminho do alimento até chegar à mesa, a valorização do contato com a terra são alguns importantes passos que podem ser dados em experiências como esta. Mais do que nunca precisamos nos reconectar com a natureza.
, , , , ,
× Precisa de ajuda?